Recomendações de Acessibilidade para Conteúdo Web

Nas minhas últimas aulas foi abordado o tema Acessibilidade. Muito se fala sobre o assunto, mas nem sempre sabemos exatamente o que fazer para que o nosso site (ou do nosso cliente) seja mesmo acessível.

Como referência, o professor Matheus Haddad mostrou no site da  W3C uma página com todas as recomendações da própria W3C para que o seu site seja realmente acessível, prevendo vários tipos de necessidades especiais e como contornar possíveis problemas. Para ler o texto – que já foi traduzido para português – clique abaixo: 
 

Recomendações de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG) 2.0
 

Essas recomendações foram revisadas e publicadas em 11 de dezembro de 2008 – a primeira versão é datada de 5 de maio de 1999.

Segue uma parte do resumo do documento:

Recomendações de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG) 2.0, abrange diversas recomendações com a finalidade de tornar o conteúdo Web mais acessível. Seguir essas recomendações irá tornar o conteúdo acessível para um amplo grupo de pessoas com deficiência, incluindo cegueira e baixa visão, surdez e baixa audição, dificuldades de aprendizagem, limitações cognitivas, limitações de movimentos, incapacidade de fala, fotosensibilidade e suas combinações. Seguindo essas recomendações também fará com que seu conteúdo Web fique mais acessível pelos usuários em geral.

 Esse documento é bem técnico, com normas, princípios, etc. Mas vale a pena a leitura e deixa-lo sempre a mão para eventuais consultas. Com certeza você pensará de outra maneira ao planejar sites depois de le-lo :p

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *