Empreendedorismo - até onde persistência é bom?

Este mês tive o prazer de conhecer e ouvir uma palestra do Juan Bernabó, com um nome peculiar: Porque seu próximo produto vai falhar.

A palestra é bacana e reforça bastante a idéia do LEAN: erre rápido e gastando pouco. Errar gastando pouco é o caminho mais barato para encontrar boas soluções. Se não me engano foi Thomas Edison que escreveu "cada erro é uma nova forma que aprendi de como não fazer".

Até que ponto persistência é bom?

Você já ouviu falar do Bulletball? Um empreendedor com um sonho, de um novo jogo que mudaria o mundo - assim como vários inovadores que vejo em aopresentações por aí.

 

Provavelmente seu próximo negócio vai  falhar -  as estatísticas estão contra você!

Você tem chances mínimas de ser o novo Zuckberg, tem poucas chances inclusive de chegar perto do que o Marco Gomes representa para o empreendedorismo digital nacional. Ter isso em mente é uma boa forma de se manter humilde, não culpar os outros pelo seu "insucesso" e se esforçar para fazer direito e validando cada "idéa genial".

Mas você pode estar quase no "ponto de virada" de uma idéia realmente boa e desistir.

Não estou falando que a idéia do vídeo é boa,
mas com persistência o objetivo foi alcançado apesar dos erros no caminho.
 

A definição de empreendedor na página do One Startup (se você está procurando aceleradoras, recomendo conhecer o projeto) é "Uma perseverança insana diante da mais absoluta resistência.", por Jack Thome. Mas isso não define apenas empreendedores, define também lunáticos.

Saber o ponto de "desvalidar" uma idéia e pular fora é importante e pode ser a diferença entre o visionário e o lunático. Gosto de comparar empreendedorismo com o jogo de Poker (leia também e texto empreendedorismo - oportunidade vs necessidade), saber calcular suas chances e saber a hora de parar é tão importante quanto conhecer as regras do jogo.

Este ano eu abri mão de muita coisa para focar principalmente no Eu Compraria! e os resultados estão começando a aparecer. A parte de tecnologia do site está redondinha, muito conhecimento de negócio sendo gerado e diversas métricas e indicaroes para BI sendo aplicado em nosso sistema. Mas sabendo tudo o que estou colocando em risco, tenho medo de fazer como o inventor do bulletball...

"Você pode perder tudo, mas não perca sua mente."

Que em 2013 sejamos  "jogadores" ainda melhores e tenhamos toda a sabedoria de levar a persistência apenas como qualidade!

Back to Top