Se vendêssemos pizzas como produzimos sites...

SE VENDÊSSEMOS PIZZAS COMO PRODUZIMOS SITES…


nhamy


Imaginem as seguintes situações:

 - O cliente liga pra gente pedindo uma pizza e está mais preocupado com a aparência da pizza do que o conteúdo real dela.

 - No meio do trabalho de confecção da pizza, o cliente liga pedindo pra você mandar pra ele um preview de como está ficando a pizza para a aprovação (ou desaprovação) dele.

- Após o cliente acima receber a pizza-preview, ele pede pra fazer “uma pequena alteraçãozinha”: substituir a mussarela amarela por mussarela verde, simplesmente porque ele gosta mais de verde. Isso faz com que você tenha que jogar a pizza antiga fora e produzir uma nova, que além de dar mais trabalho, ficará bem mais feia.

- O cliente te liga numa noite qualquer pedindo 500 pizzas para serem feitas em 15 minutos, pois ele tem uma festa pra ser iniciada e resolveu te ligar só agora.


- Você destaca seus melhores pizzaiolos para atender a esse cliente porque seu pedido é ‘mais importante’ e deixa as pizzas dos outros clientes de lado, o que faz com que todos eles liguem pra reclamar que a pizza deles não esta pronta dentro do prazo.

- Após você produzir quase todas as pizzas do cliente acima, ele te liga avisando que não precisa mais de pressa porque ele errou a hora. Na verdade, você ainda tinha 4 horas pra produzir as pizzas.

- O cliente te pede pra colocar as azeitonas de forma simétrica de modo a dar destaque a área central da pizza, que afinal é a área mais importante do disco e é a primeira área que o cara que for comer a pizza deverá ver ao bater o olho nela.

- O cliente ouve falar de um novo “ingrediente da moda” e simplesmente se convence de que sua pizza deverá ter esse ingrediente, apesar do ingrediente ser inútil nesse caso e só dar mais dor de cabeça para ser implementado.

- O cliente pede uma entrega urgente que precisa ficar pronta em 2 minutos. Após você usar os seus melhores pizzaiolos, até contratar pizzaiolos freelancers pra fazer o serviço e atrasar novamente os outros serviços, você faz a entrega para o cliente e ele demora 4 horas pra começar a comer as pizzas.

- Ele pede que a pizza funcione perfeitamente mesmo pra quem gosta de pizzas pequenas, médias ou grandes, sem saber que isso demanda no triplo de esforço necessário, e não quer saber de pagar a mais por isso.

- Você faz uma pizza maravilhosa e entrega pro cliente, e ele então liga pra você pra reclamar que ele não tem garfo e faca, que são necessários pra comer a pizza.

- Um possível cliente te liga pra pedir uma pizza e quando você pergunta que pizza que ele quer, ele te responde que não sabe, que só quer uma pizza porque todo mundo que ele conhece tem uma.

- O cliente te liga, pede uma pizza super incrementada e trabalhada, e simplesmente não entende como você pode cobrar tão caro por essa pizza, sendo que o boteco da esquina dele faz uma pizza por bem menos.

- Outro cliente te liga e pede uma pizza e fica abismado com o preço que você que cobrar por ela, e ele te diz que o sobrinho dele faz uma pizza por um décimo do preço que você pede (ele usa um template de pizza semi-pronta comprada no Carrefour).

- O cliente te liga e pede uma pizza linda, mas avisa que ja pediu a mesma pizza pra 5 outras pizzarias e só pagará a que ele mais.

- O cliente te liga e pede que a pizza dele tenha todos os ingredientes possíveis e imagináveis que você tem no seu estoque, mesmo os mais absurdos possíveis, achando que isso fará a pizza mais atrativa a quem for come-la.

- O cliente pede a pizza, sem problema nenhum, mas você não poderá entrega-la por motivos de segurança. Ele não quer que você entre na casa dele, então você terá de entrega-la na casa do agente de segurança dele, que mora do outro lado da cidade, que então a entregará pro cliente…que mora do lado da pizzaria.


- O cliente não tem amigos americanos, nem espanhóis e nem nada em casa, mas mesmo assim te pede que você mande uma pizza com versões em inglês, espanhol, japonês, javanês, svenska, paquistanês, francês e gaulês.

 

E aí, se reconheceu em algumas situações?

 

Enviado por email pela @caracolisc - texto do Zeh Fernando

Back to Top